Controle Y



Alexandre, o boy lixo

Alexandre é tão, mais tão lixo que nem merece uma ilustração – por isso fiz a Beyoncé.

Beyoncé Lemonade IllustrationEu odeio três coisas na vida

1. crianças usando tênis que viram patins andando pra lá e pra cá;

2. discutir sobre cantoras pop;

3. pessoas que no date ficam no celular o tempo todo.

Só faltou o Alexandre estar usando um tênis que vira patins, caro leitor.

Sabe aquele boy do Instagram que você é a fim mas acha ele “disputado” demais? E que a sua preguiça de entrar nessa disputa e parecer somente mais um nos milhares de seguidores dele – desesperados para marcar território nos comentários – é maior do que qualquer amor verdadeiro? Esse era o Alexandre.

Vez ou outra flertávamos por stories, mas nada além disso. Até que tudo mudou depois de um “faça uma pergunta para mim” dele, que eu, disposto a acabar com este impasse (e muito bêbado!) resolvi mandar: porque nunca transamos?

Após a resposta dele “não sei, bora mudar isso? ;)”, marcamos de sair.

Após chegar bem atrasado e não pedir desculpas, o Alexandre me mostrou morrendo de rir uma montagem que Madonna postou no Instagram da Beyoncé e Jay-Z no Louvre cheio de quadros da Madonna, com uma legenda tipo “aprendendo com a mestra”. Em seguida, ficou falando muito mal da Beyoncé enquanto enaltecia a Madonna à noite inteira.

Mesmo eu achando muito idiota comparar Madonna e Beyoncé, eu estava disposto a suportar aquilo por sexo. Achei que valeria a pena… Mal sabia eu.

Já na casa dele, Alexandre deixou claro que é era somente ativo. Á vontade, querido, pensei. Mas ele não deixava eu pegar no pau dele, nem chupar, nem nada. Entendi quando finalmente vi! O pau dele era beeem pequeno. Ok! O que importa é a performance, né? – pensei.

Tentamos umas três posições, mas só escapava. Entrou tanto ar no meu cu, que o próprio (cu) se irritou e decidiu acabar com aquilo. Fez o barulho igual o de uma bexiga soltando ar! Tipo CHEGA! TIRA ISSO DAQUI! TÁ INSUPORTÁVEL! O corpo fala, gente!

Depois de tudo, ainda ouvi que eu tinha uma bunda gorda. Embora eu quisesse dizer: “QUERIDO! É empinada e superelogiada, o seu pau que não consegue passar por ela!”, perguntei se foi bom pra ele.

“Acho tosco perguntar isso”, ele disse. “Não te interessa saber se gostei ou não? Um feedback!”, insisti.

“Ah, você gozou, né?” – ele retrucou.

No final de tudo, eu precisava dar um feedback, era o mínimo.

Virei para ele e disse três coisas:

1. Sabia que você pode ser muito fã da Madonna sem precisar falar mal da Beyoncé?

2. Pau pequeno não é sinônimo de sexo ruim e nem de ter que tratar a outra pessoa mal, o nome disso é insegurança. Acredito que você consiga satisfazer sim outra pessoa, é só se esforçar um pouco mais.

3. E por isso um feedback é necessário, Alexandre.

Ele me expulsou da casa dele, me bloqueou e nunca mais nos falamos.

TENHO UM BÔNUS PRA VOCÊ, ALEXANDRE:

4. GO BACK TO THE PAPELPOP WORLD WHERE YOU BELONG!

Ficou a lição: Você pode ter quantas exigências quiser e muitas vezes não vale a pena abrir mão delas por ninguém.


Me segue no Insta?✨ @controle_Y 😉