Controle Y



2 gays 1 cup (?)

chrisss

Dia 28 de abril de dois mil e dezesseis (também conhecido como “o dia em que redescobri minha sexualidade graças ao Will), mudou a minha vida.

Imagine um perfil sem foto, sem idade, dizendo para você no Grindr: “do you like skat?” O que você faz:

A) bloqueio e ignoro

B) pergunto o que é, mesmo já imaginando o que significa, afinal, são duas da manhã e você está sem sono. Ele explica, você fala que nunca fez e que não ~sabe~ se toparia – só por curiosidade de ver o rosto dele.

Conversa vai e vem, ele envia a foto e parece o Chris Pratt! CAGA EM MIM, você pensa, mas logo se lembra de que é de merda que vocês estão falando. M-E-R-D-A.

E, de repente, vocês estão conversando de desejos sexuais a hobbies enquanto ele está vindo para o seu quarto!!! Porra, e se ele já chegar cagado?, você pensa. Mas se acalma e é o exato tempo dele chegar.

Ele entra, senta na sua cama e você logo pergunta como funciona esse skat thing. Ele fala que gosta de lamber o cu da pessoa enquanto ela começa a cagar. Você pensa, MISERICÓRDIA! Ele então te beija falando que o papo o excitou. Será que ele comeu merda hoje? Você pensa enquanto beija de olho aberto para continuar vendo aquele rosto lindo e não desistir.

Então vocês começam a se pegar e ele vai direto para o seu cu, fazendo você descobrir uma sensação muito boa que você nunca havia gostado. Percebe que ele está a tempo demais alí e então você abre o jogo: olha, acho que cocô não vai rolar hoje. Ele diz que imaginou, dá uma risada e depois de passar todo medo dele falar “ah, então você não vai cagar – pois eu vou”, você percebe que ele também tem um corpo lindo e que até alí, a merda só estava na minha cabeça!

Sim, tudo parecendo um teste do destino para provar que você não precisa controlar tudo da sua vida. Você tem a melhor transa dos últimos anos e então você coloca todo seu julgamento de lado e percebe que pensar em possibilidades (só pensar mesmo, nem precisa refletir, juro, só olhar com os olhos de pura curiosidade) antes de apenas bloquear qualquer coisa (que não ofenda ninguém, plmdds) por puro preconceito, pode, na verdade, trazer algo (muito!) bom para você.

C) “no face pic no chat”

P.S.: Não, não curto cocô, mas descobri que consideraria xixi na hora do tesão.


P.S2.: Já me segue no snapchat? @controley