Controle Y



Os Tipos de Boys que Cruzamos

Já parou para pensar no tanto de tipo de boy com quem já cruzamos?
TIpos de Boy Tiger Illustration Controle Y Gay
Quem nunca pegou um boy que tentou de tudo para conquistar a gente e quando conseguiu apenas sumiu? Ou aquele que namora mas fica sempre tentando te manter de estepe? Só eu já peguei mais de três que queriam fazer do date uma terapia. E quantos caras que prometeram que iriam mover mundos nos nossos fundos e no final não fizeram nada, já cruzaram pelas nossas vidas?
Que tipo de amnésia é essa que faz a gente esquecer o tanto de experiência que a gente acumula? O tanto de pesquisa em macho que a gente já fez e ainda faz e que não usamos a nosso favor?

Podcast

Para me ajudar, ajudar o próximo e a você, caro leitor, resolvi publicar neste podcast os meus estudos sobre os tipos de machos que já passaram pela minha vida. Junto com @eubazan e @miiiblack, ensinarei como reconhecer e lidar com cada um deles.

Ouça em outras plataformas:   Spotify   |   Deezer   |  Apple Podcast   |    Google Podcast   |   Anchor (gratuito)

Instagram: @controle_y

Os tipos de boys que cruzamos

O EGOSSEXUAL

Viciado apenas em conquistar. Ele não quer beijar, nem transar, nem se relacionar, ele só quer se sentir desejado. Tem casos de héteros seduzirem gays só para massagearem o próprio ego.

O CANSADO

“Cansado desses aplicativos.” “Cansado dos colecionadores de match.” “Cansado de quem não tem nada para oferecer além de sexo.” “Cansado da não reciprocidade.” É aquele boy que tem algumas mágoas para lidar, mas não desiste, visto que ainda está em todos aplicativos.

O PACIENTE

Aquele que faz do date uma terapia. Só falta entregar a guia do convênio para você. Deixa claro que o horário de visita é de segunda à sexta, das 8h às 17h.

O BOT DOS APLICATIVOS

Um colecionador de matches. Tá ali só pra enfeite, nunca puxa assunto.

O SÃO SILVESTRE

O percurso para nos conquistar não é fácil e a gente sabe. Mas esse boy demonstra que está decidida a cruzar a linha de chegada. São 100km de prova e quando está faltando 2m para concluir, essa ser simplesmente DESISTE! Do nada.

O ANTI-NAMORO

Todo e qualquer assunto finaliza em em: não quero namorar. Eu vou querer Mc Donalds e você? “Eu não quero namorar?”

O ANTI-RÓTULOS

Tá com você há 8 meses mas “não quer discutir a relação”.

O “EU NUNCA”

“Ai. Eu nunca peguei ninguém de São Paulo.” “Ai. Eu nunca beijei meninos.” “Ai. Nunca me senti assim antes.” “Eu nunca saí com ninguém de aplicativo”. Aí, você que adora tirar uma virgindade e se sentir especial cai nessa e depois descobre que a bicha tá em todos os aplicativos com o apelido de “adoro rola suada de travesti de dreads” – a única virgindade que restou alí.

O MASTERCHEF

Adora cozinhar. É só o que esta poc sabe fazer. Comer que é bom, nada! Boa de papo que é, ela incita o nosso interesse (sim, essa poc tem muita lábia), até que você percebe que está nessa há meses e nada… É característico desta poc viver comentando seus stories com um “aceito convites, rs” e nunca aceita ou faz!!!

NUM CANTINHO RABISCADO NO VERSO

Essa daí tá praticamente casado, ou tem aquele relacionamento liiindo de redes sociais, mas “sente algo quando fala com você”, “lembrei de você esses dias”. Estou casando mas o outro amor da minha vida é você. Quando você percebe, o tempo passou e você só sofreu calado.

O MEGA DA VIRADA

Se vende tanto, como se fosse um prêmio mesmo. A gente até faz uma fezinha, mas no fundo sabe que ninguém acerta nem três pontos. Ele faz questão de deixar claro que somos sortudos por estarem com ele. O cansaço emocional aqui é foda. Ele se acha o pavão, mas esquece que pavão come verme do chão e depois vira espanador.

O TIM CONTROLE WHATSAPP ILIMITADO

É a pessoa que quando não tem o whatsapp na bi, dá um jeito de pedir o seu. “Passa o Whatss, não entro muito aqui!”. *Parece, mas não é publi. Seria muito bem-vinda, inclusive, TIM!

O ÓDIO GRATUITO

Você já se sente atacado só pelo perfil do maluco. “NÃO ENCHE, PORRA!”, “Não responder já é uma resposta!”, “existe vida inteligente nesse app?”, “fast-foda? pule pro próximo perfil otário”, “deletando o app”, “MOSTRA O ROSTO, CARALHOOO”

O BOY CABIFY

Que você sabe que vai rolar a carona. Mas você vai ter que pagar a corrida.

O EXIGENTE

“Não aos gordos, velhos, magros, muito malhados, efeminados, enrustidos e baixinhos, nada contra, só questão de gosto mesmo” Migo, o que você curte afinal? Uma dúvida, do que será que ele gosta? Aliens? Michelles Bolsnaro?

O DEMENTADOR DE AUTOESTIMA

Você o elogia, ele não retribui e ainda some depois de ver tuas nudes! Aquele cara que você vai dar ‘oi’ no aplicativo e percebe que aquela era a sexta vez que estava sendo ignorado.

O UMA CHANCE

Ele é totalmente o oposto do perfil de boys que você costuma pegar. Eis que você decide dar um chance e quando percebe ele é a mesma merda que os outros.


Respeita o meu ranço

Você tem muito ranço?

Ranço: Ilustração Controle Y Gay
Fui fazer exame de sangue e comecei a assistir Mais Você. De repente, fui tomado por um sentimento de ranço, sabe aquele desconforto imediato só de olhar para alguém? E para quem? BLOND JOSEPH, o LOURO JOSÉ!!!
Aquele papagaio impertinente que só interrompe os outros, fala coisas sem graça. Um inconveniente. Vontade de entrar no BBB só para ir tomar café com a Ana Maria Braga e falar: “Ai Namaria, manda essa espuma calar a boca.”
Naquele mesmo dia, no aniversário da minha amiga. Eis que também descubro que tenho tenho o mesmo sentimento de bode da filha da minha amiga, UMA CRIANÇA DE 7 ANOS!  Só porque ela é soberba e fica andando de tênis que vira patins e que pisca pra lá e pra ca.
Não, não era o dia, caro leitor. Pois eram sentimentos que tenho certeza que estavam guardados, esperando o momento certo para vir à tona. Será que o ranço está atrapalhando minha evolução espiritual???
Para isso, preparei aqui um teste para descobrir o quão rançoroso eu sou.

TESTE DO RANÇO

Assinale tudo o que você já sentiu:

  1. Já tive ranço de amigo.
  2. Já tive ranço de macho.
  3. Já tive ranço de psicóloga.
  4. Já tive ranço de um famoso.
  5. Já esqueci porque estava com ranço de alguém.
  6. Já tive um ranço inexplicável – aparentemente de outras vidas, pois não há motivo.
  7. Já tive um ranço na sua estante – estava ali o tempo todo só você não viu.
  8. Já tive ranço um proposital, que eu provoquei.
  9. Já estreitei amizade com alguém por ter um ranço em comum.
  10. Já tive um ranço que era recíproco. A outra pessoa também sentia a mesma coisa por mim.
  11. Já tive um ranço sensitivo – que você só espera a pessoa provar que o motivo do seu ranço estava certo!
  12. Já tive ranço de alguém somente nas redes sociais, na vida pessoal era de boa.
  13. Já tive ranço um de personagem.
  14. Já tive ranço de alguém que era muito bonzinho.
  15. Já pegou ranço de pessoas inocentes só porque andavam com alguém de quem você tinha ranço?
  16. Já tive um ranço por desgaste – aquele conquistado através de muita humilhação. Geralmente ele vem depois de uma sequencia de de papéis de trouxa.
  17. Já dei motivo para alguém ter ranço de mim.
Mais que 15: Grau 1 de psicopatia do ranço. Muitos ranços acumulados, está na hora de rever alguns.
Entre 12 e 15: Você convive bem com o ranço.
Menos que 12: Bora ter mais ranço nessa vida, afinal, ranço é autoconhecimento.
Reprimimos sentimentos achamos errados ou fingimos que eles não existem. Sendo que deveria ser justamente o contrário. Encará-los para entender. Isso também faz parte do autoconhecimento…
Agora mesmo estou pensando se minha raiva do Louro José é porque também sou curioso demais e gosto de me envolver em problemas dos outros. Deveras me acho um pouco intrometido…

Ouça o Podcast

Você acha que o ranço está atrapalhando a sua evolução espiritual? Chames (@chames), Amanda Caroline (@amandzcarol) e Y fazem um teste para descobrir o quão rançoso eles são.
Ouça em outras plataformas:   Spotify   |   Deezer   |  Apple Podcast   |    Google Podcast   |   Anchor (gratuito)
Me siga no Instagram: @controle_y

A Etiqueta da Putaria

Três coisas que eu odeio: filmes com macacos protagonistas, tênis que viram patins e piscam e caras que não tem etiqueta na putaria.

E Etiqueta da Putaria Ilustração Gay Controle Y

Esse último é o que mais me revolta – pessoas que não sabem a hora de parar ou introduzir a safadeza.
Minha revolta tem uma justificativa, e é algo acima do puritanismo. Tem mais a ver com gramática básica: se o locutor e o interlocutor não estão no mesmo canal, o interlocutor pode interpretar a mensagem errada e bloquear o locutor – que, para ele, parece ser um maníaco sexual. Embora, em muitos casos ele não seja, de fato, um.
Como por exemplo, quando conheci um cara superlegal chamado Eduardo – que provavelmente até agora tem certeza que não entendo de putaria. Só porque surgiram algumas palavras de baixo calão na nossa conversa (culpa do autocorrect!!!). Teve outra vez que entendi que ele disse que eu tinha o bumbum guloso quando, na verdade, era gosto duvidoso. Sou meio surdo! Mas acho que a gota d’água foi quando um doido na rua fez o gesto de duas mãos indicando um tamanho para a melhor amiga dele.
Ele e todos seus amigos riram porque acharem que ele estava se referindo a um baseadão, e eu fui o único que achei que era um pirocão.
Eu disse pro Eduardo, que foram maus entendidos, mas ele não quis acreditar, enfim… Queria que ele conhecesse alguém como o Beto.
O Beto é justamente esse tipo de cara, nunca consegui concluir uma conversa acima da linha da moralidade com ele. Ele sempre interpretava tudo o que eu dizia de uma maneira TOTALMENTE ambígua. De modo que o assunto acabava desviado para uma conotação sexual. Admito que ele consegue ser muito criativo – não me leve a mal, curto um papo baixo – mas o fato é que tem momentos que não quero falar putarias, sabe? Sabe quando a pessoa envia tanta nude que acaba virando paisarem? Isso aconteceu com o Beto.

Podcast

Nesse episódio de Podcast, Y e o seu convidado misterioso revelam os tipos de pessoas que não tem tato para a indecência e provam que é possível ser uma pessoa devassa e podre de chic. Portanto, este podcast é de utilidade pública.
Ouça em outras plataformas:   Spotify   |   Deezer   |  Apple Podcast   |    Google Podcast   |   Anchor (gratuito)
Me siga no Instagram: @controle_y