Controle Y



Minha primeira vez

Minha primeira vez foi estranha…

Controle Y Primeira Vez

Não só pelo fato do Diego – um cara mais velho que morava do lado da minha faculdade e que conheci no ManHunt – ter sido um escroto, ou porque doeu muito e não senti prazer algum. Teve mais uma coisinha.

Assim que perdi a virgindade, corri para não perder minha carona. Em vão. Minha amiga – com quem eu sempre voltava da facul – não esperou eu “sair da aula”. Tive que apelar para o meu plano B: implorar para o Sr. Inaldo, um perueiro, me deixar em casa por 20 reais.

Coloquei meus fones e sentei na janela da Van para refletir sobre o que tinha acontecido. Estava absorvendo todos aqueles sentimentos, quando uma mulher na Van grita: “que cheiro de sexo!”

Entre as 12 pessoas ali, somente uma deu atenção: eu, que havia acabado de transar e não tinha tomado banho!!! Deveras estava cheirando a coito. “Ninguém tá sentido???”, insistiu ela sem resposta.

Enquanto eu tentava me concentrar no “será que transei bem?”, a maldita continuou. “Dá até pra sentir o gosto de camisinha”, “que odor de lubrificante”. Eu estava desesperado e minha casa não chegava nunca.

Felizmente ela desceu! Mas não sem antes olhar para mim e dizer em voz alta: “e é cheiro de sexo com o c*!”

Não sei o que foi pior:

Me apaixonar pelo Diego e descobrir que era noivo de uma menina, ou a sommelier de sexo me expondo.

Contei essa história no Podcast: Nostalgia Gay

Me siga no Instagram: @controle_y


Conselhos Inúteis

Esse podcast está cheio de conselhos inúteis.

Ouça em outras plataformas:   Spotify   |   Deezer   |  Apple Podcast   |    Google Podcast   |   Anchor (gratuito)

Conselhos Inúteis

 

Aquele que tem boa intenção

“Você se cobra demais!”

Cê jura?

“Não fica mal!”

Tô tentando. Eu juro

 

Aquele que vem no momento errado

“Ficar irritado não adianta nada”

A audácia, meu pai…

“Fica calma”

Será que na história da humanidade, existe alguém que ficou calmo ao ouvir isso?

“Você precisa aprender a se controlar”

Foi necessária muita coragem, porque noção…

“Se não foi. Não era para ser…”

Tipo: quer reclamar? Reclame com Deus!

 

Aquele que a pessoa tenta mostrar que também sofre para te conformar

“Relaxa. É tão bom ser solteiro! Eu queria ser solteira”

Termina agora então. Na minha frente!!!

“Eu já passei por isso… Lembra do Henrique? Então… [história longa que não vai chegar em um lugar algum e só roubou o seu protagonismo]”

Estava triste. Agora estou triste e entediada. 

 

Aquele da positividade Tóxica

“Se você realmente quiser, você consegue”

Até nisso estou fracassando?

“Sua hora vai chegar”

Status: aguardando exaltação

“Não fala isso se não atrai”

Continuo arrasada, porém mais atenta às minhas palavras.

“Pensa positivo”

“Nossa, acabaram todos meus problemas. Você tem razão. Tô muito feliz! AAAAA”

 

Aquele cheio de filosofias sem sentido

“Na vida, nada é tão simples aos olhos dos outros. E nem tão complicado quanto parece aos seus olhos.”

O quê? 

“Dá tempo ao tempo”

Vontade de devolver: quanto tempo que o tempo tem?

“Posso te dar um toque?”

“Mas e aí, quando você vai terminar esse namoro?”

Mas eu o problema é no meu trabalho…

“Eu faria assim…”

Amada…

 

Por um mundo com mais empatia e menos julgamento.

 

Podcast

Como todo bom cabeleireiro – que tem facilidade para cortar o cabelo dos outros e dificuldade para ajeitar o próprio -, Kamila (@ka_mimi), Gabriel (@oi_trindade) e Y dão bons conselhos, mão não sabem como receber um.

Instagram: @controle_y


Elx não gosta de você

Sinais de que elx não gosta de você

Ouça em outras plataformas:   Spotify   |   Deezer   |  Apple Podcast   |    Google Podcast   |   Anchor (gratuito)

Controle Y Elx Não Gosta de Você Ilustração

Um exercício:

Partindo do pressuposto de que todos sabem a diferença entre ser persistente e ser teimoso.

Sendo persistência quando ao ter alguns ‘nãos’ e receber somente sinais de que não dará certo, há desistência.

E teimosia no momento em que não se está satisfeito mesmo após uma série de negativas e nenhum feedback. Nesse caso, a insistência torna-se inconveniência e humilhação.

Suponha que uma gay tentou todas as maneiras de puxar assunto com outro gay de nome Samuel (o adicionou ao melhores amigos dos stories, enviou figurinhas perfeitas, pensou horas no que mandar), e sempre recebeu as mesmas respostas monossilábicas. Essa gay… :

a)  Tem dificuldades em entender quando alguém claramente não está interessado.

b) … Até então não sabia a diferença entre persistência e teimosia.

c) … Que lute! Algumas pessoas não irão gostar dele e tudo bem. Não é a primeira e nem a última pessoa que este b0iol4 terá que esquecer.

d) … Sim, essa gay sou eu!

e) Todas as alternativas anteriores.

Podcast

No episódio de hoje, falaremos indícios de quando ele não gosta de você. Participações dos especialistas em desinteresse Amanda Caroline (@amandzcarol) e Fillipi Almeida (@fill1ntheblank)